quinta-feira, 29 de abril de 2010

Projeto correspondente

Histórias do Projeto



Esse mês, nós da Equipe do Projeto Correspondentes gostaríamos de compartilhar com nossos doadores uma história que ilustra como as crianças também se tornam participantes da história de vida de seus respectivos voluntários e podem inclusive colaborar para o crescimento pessoal destes. Chamamos essa experiência única de poder contribuir ao mesmo tempo em que se recebe em troca o mesmo afeto, de reciprocidade.

Maria do Rosário é casada, tem 51 anos e duas filhas. Há cinco anos ela faz parte do projeto correspondendo-se com Flávia[1] que atualmente tem 14 anos. Maria do Rosário trabalhava com transporte escolar quando há quatro anos teve conhecimento que estava com câncer. Os atrasos no envio de respostas para Flávia tornaram-se inevitáveis, embora sempre se justificasse devido ao tratamento, cobranças por parte de sua correspondente eram freqüentes, principalmente antes da doença ter sido nomeada. Entendemos que tal cobrança por parte da correspondente era decorrente do vínculo estabelecido entre elas.

Esse mesmo vínculo foi se desenvolvendo ao ponto da voluntária se sentir confiante para esclarecer com a jovem qual era sua real situação, ao que Flávia respondeu muito bem, pois quando a voluntária atrasava ela prontamente afirmava que não tinha problema, que compreendia a situação e que durante o tempo sem a correspondência ficava rezando pela saúde de sua amiga.

Nós do Projeto Correspondentes também compreendíamos os atrasos e em determinado momento entramos em contato com a voluntária para saber como ela se sentia em relação a continuar com esse compromisso. Naquele momento a voluntária afirmou que gostaria de continuar sim, pois as cartas de Flávia eram como um “remedinho” em sua vida.

Nas palavras de Maria: “A importância que o projeto Correspondentes tem em minha vida foi permitir continuar me correspondendo, mesmo quando por motivos alheios a minha vontade a carta atrasa um pouco[...] as cartas sempre me trouxeram para uma coisa possível. Me corresponder com Flávia é uma coisa possível. Porque quando adoecemos gravemente, muitas coisas nos são tiradas inclusive o ir e vir.[...] Permitir que apesar de alguns atrasos eu continue fazendo parte do projeto, prova que o Correspondentes faz também um projeto de inclusão. Me faz pensar no valor de estar incluída com uma cartinha a cada 20 dias, e levar para minha correspondente sempre uma conversa de amiga[...]”.

Ao mesmo tempo em que essa voluntária foi beneficiada por essa relação, a adolescente encontrou uma oportunidade de se vincular e ter uma amizade. Essa história expõe mais uma das razões porque acreditamos que o Projeto Correspondentes possui um importante papel junto a essas crianças e adolescentes que vivem em situação de vulnerabilidade social e por isso, continuamos contando com sua colaboração e agradecemos seu gesto de solidariedade.

[1] O nome da correspondente é fictício, como forma de preservar a identidade da jovem.

Amigos resolvi dividir com vocês, esta entrevista que participei!!
Beijos :)

11 comentários:

  1. que lindoooo tia rô. qndo eu digo q vc tem um coração enorme, é pq realmente é essa a verdade. Sempre digo que suas palavras tornam meu dia mais colorido. Elas tem mto poder!
    um bjo!
    Carol

    ResponderExcluir
  2. Vera do sullllllll29 de abril de 2010 19:00

    Nossa!
    Dois novos projetos descobri esta semana. No Blog da Eliane o " Doe Palavras" e no seu Presente do Presente este "projeto correspondente". Quem cria estas maneira de ajudar, deve ser especial e merecedor de muitas bençãos. Do primeiro já comecei a participar. Estas atitudes enriqueçem o nosso espírito e alegram o nosso coração.
    Você que participa e promove estas boas ações é merecedora de tudo o que de bom possa existir neste mundo de meu Deus.
    Te abraço
    Vera

    ResponderExcluir
  3. Vera do sullllllll complentendo29 de abril de 2010 19:12

    O projeto doe palavras é do Instituto Mário Pena. As frases passa nas Tvs , para os pacientes em tratamento quimio ou radioterápico ou ainda internados no CTI .
    Tenha uma boa noite
    Vera

    ResponderExcluir
  4. Vera do sullllllll complentendo29 de abril de 2010 19:15

    O projeto doe palavras é do Instituto Mário Pena. As frases passam nas Tvs , para os pacientes em tratamento quimio ou radioterápico ou ainda internados no CTI .
    Tenha uma boa noite
    Vera
    Postei duas vezes, quis corrigir um erro de portugês e deu no que deu. Por favor delete um dos comentários.

    ResponderExcluir
  5. Vera do sullllll complementando29 de abril de 2010 19:20

    O projeto doe palavras é do Instituto Mário Pena. As frases passam nas Tvs , para os pacientes em tratamento quimio ou radioterápico ou ainda internados no CTI .
    Tenha uma boa noite
    Vera

    ResponderExcluir
  6. Muito importante este projecto, sim! Os pequenos gesto são fundamentais para qualquer pessoa e uma simples cartinha recebida com palavras amigas ajuda muito, principalmente para aqueles a quem isso falta.Muitas vezes já agradeci a quem me incentivou a criar um blog; parece coisa sem importância, mas não o é. Através dele conheci gente maravilhosa, experiências de vida, ideias interessantes; a minha cabeça fica ocupada e, enquanto aqui estou parece até que viajo pelo mundo.Parabéns, Rosário por tantas iniciativas e pela ajuda que dás a tanta gente numa altura em que tu precisas muito dela. Tenho a certeza que não te têm faltado as paalavras e o apoio dos teus verdadeiros amigos. Daqui te mando o meu apoio e o meu beijinho carregadinh de orgulho por te ter conhecido. Força Amiga!
    Mila

    ResponderExcluir
  7. Tia Ro para Carol30 de abril de 2010 06:11

    Beijos coloridos linda Carol,mãe das Matildes.

    ResponderExcluir
  8. Ro para Regininha a domadora30 de abril de 2010 06:12

    Regininha, que bom vc por aqui,saudadess abraços apertados:)

    ResponderExcluir
  9. Ro querendo participar p/ Vera30 de abril de 2010 06:13

    Vou lá no blog da Eliane conhecer este projeto. Tb quero participar. Beijos vizinha!

    ResponderExcluir
  10. Ro p/ Mila Portugual30 de abril de 2010 06:16

    Mila querida, o blog é um grande amigo, que forma nele uma rede do bem. Eu tb sou agradecida por ter o meu blog, já realizei, conheci, revi pessoas e ações por aqui.
    Abraços brasileiro num outuno calorento como diz minha vizinha Vera.

    ResponderExcluir