domingo, 1 de novembro de 2009

Exercitar a ....


Paciência

Paciência capacita-nos a pensar e julgar claramente e a tornar possível o domínio de ações nervosas ou reações de pânico. Paciência acalma a pressa ou o desespero que iniciam atividades precipitadas ou mal intencionadas e, assim, menos erros são cometidos. A causa principal da impaciência é o desejo e seu irmão é a ganância que demanda “tudo agora”. Com paciência é possível redescobrir as qualidades internas positivas de si e, desse modo, pode-se criar um relacionamento digno e gratificante com Deus. Este é por si só o preenchimento de todos os desejos. Paciência dá à alma a habilidade de apreciar o momento e não ter nenhum desejo ou ansiedade em relação ao futuro. Assim como leva tempo para uma criança aprender a caminhar, falar e comunicar-se, apesar de seus momentos como bebê serem lindos e únicos, da mesma forma, paciência ajuda a alma a apreciar o processo de descoberta e aprendizagem, o que torna as recompensas do crescimento mais valiosas e duradouras. Com paciência podemos obter tudo, nada está além de nossa capacidade. Todas as coisas vêm àquele que é paciente.

Se existir paciência consigo, então haverá paciência e paz com os outros. Paciência significa polidez. Permitir que os outros experimentem e recebam primeiro o que é precioso para mim é uma grande caridade e isto resulta em felicidade interna. Paciência verdadeira também ajuda os outros a acostumarem-se com situações novas e idéias e a ajustarem-se a elas.

Comece a pensar sobre paciência. Por que ela é uma virtude? Como pode ser cultivada? Quais são os meus pensamentos quando estou sendo paciente? Quais são os meus pensamentos quando estou sendo paciente? Quais são meus sentimentos? Quando é apropriado usar essa virtude? Se você tem tido dificuldade em exercitar a introversão e manter sua atenção em si mesmo, se você está sem sossego e acha difícil permanecer em silêncio, esta é uma oportunidade para praticar paciência com você mesmo. Reivindique a virtude da paciência como sua própria.

* Extraído do livro "As Virtudes Divinas”, de Karin Coyote, publicado pela Editora Brahma Kumaris (http://www.editorabk.org.br)

Amigos queridos, ando precisando de um caminhão ou melhor como tem na minha terra um treminhão de paciência para os momentos que ando vivendo. Então resolvi postar este texto para uso próprio, e deixar vcs à vontade para uma reflexão.

Muitos Abraços repletos de paciência!!!!!

19 comentários:

  1. Querida Rosario! BOM DIA.....
    Descobri a Ana.
    É preciso muitas vezes contar até dez...vinte... e precisamos aceitar isso. Não é fácil,especialmente para nós que passamos por uma situação de....porém precisamos fazer da tua postagem a expressão de nossa alma. As palavras tem realmente um grande poder.Se fizermos o que foi escrito e
    acreditarmos que não há coisa que Deus não possa fazer teremos mais paciência e viveremos melhor.
    Te abraço (quente, muito quente aqui no sulll)
    Vera

    ResponderExcluir
  2. Paciência é uma dádiva que as vezes a temos e algumas vezes a perdemos, mas ela sempre nos ensina alguma coisa, presente ou ausente...

    Querida um obrigado imenso por todo carinho e apoio, cada dia que você me deixa um recadinho é um sorriso que eu abro, obrigado por tudo...

    Só agora tive tempo de ler seus posts e vi que seu blog fez um ano. Parabéns... Você sabe o quanto ele é importante, o quanto ele nos traz coisas boas, o quanto nos aproximamos de pessoas que vivem em situações semelhantes a nossa. O blog definitivamente é uma das melhores coisas que aconteceram, vejo assim, pois conheci você através dele e você está sempre me animando Rô... Obrigado mesmo por tudo tudo... você é incrível e tenho uma admiração muito grande por ti... estou sempre torcendo por ti querida...



    Beijo enorme e um abraço do tamanho do universo.

    ResponderExcluir
  3. Lindo! Mais um que vou guardar para postar no começr de Novo; ainda não publiquei o outro, porque postamos à vez; um semana eu, outra a Hermínia. Na próxima semana vou postar aquele sobre um pedaço de nós. Paciência é coisa que eu temho pouca; demais tem o Juca, por isso é caçador e pescador: tenho aprendido com ele e, com o passar dos anos tenho aprendido a ter mais alguma: os anos de vida têm de servir para alguma coisa, não é? Um beijijnho amiga e aqui deixo um beijinho carregadinho, não de paciência, pois tenho pouca, mas de muito carinho por ti.
    Mila

    ResponderExcluir
  4. Meu maior defeito: impaciência. Uma qualidade: persist~encia.
    Acho que esta nova história minha é justamente para eu exercitar a paciência!!!!

    ResponderExcluir
  5. Oiêêêê, Rosáaario!!!!!
    Que saudades de você, mulher!!!!

    Essa virtude, a paciência... difícil, e como precisamos dela, meu Deus!!!!!!

    O grande escritor grego Nikos Kazantzakis (“Zorba, o Grego”) conta que, quando criança, reparou num casulo preso a uma árvore, onde uma borboleta preparava-se para sair.
    Esperou algum tempo, mas - como estava demorando muito - resolveu acelerar o processo, e começou a esquentar o casulo com seu hálito. A borboleta terminou saindo, mas suas asas ainda estavam presas, e terminou por morrer pouco tempo depois.
    “Era necessária uma paciente maturação feita pelo sol, e eu não soube esperar”, diz Kazantzakis. “Aquele pequeno cadáver é, até hoje, um dos maiores pesos que tenho na consciência. Mas foi ele que me fez entender o que é um verdadeiro pecado mortal: forçar as grandes leis do universo. É preciso paciência, aguardar a hora certa, e seguir com confiança o ritmo que Deus escolheu para nossa vida”.

    Beijos de Boa Noite e desjos de paciência para amanhã!!!!!!!
    LindaZ

    ResponderExcluir
  6. PACIÊNCIA

    Mesmo quando tudo pede
    Um pouco mais de calma
    Até quando o corpo pede
    Um pouco mais de alma
    A vida não pára...

    Enquanto o tempo
    Acelera e pede pressa
    Eu me recuso faço hora
    Vou na valsa
    A vida é tão rara...

    Enquanto todo mundo
    Espera a cura do mal
    E a loucura finge
    Que isso tudo é normal
    Eu finjo ter paciência...

    O mundo vai girando
    Cada vez mais veloz
    A gente espera do mundo
    E o mundo espera de nós
    Um pouco mais de paciência...

    Será que é tempo
    Que lhe falta prá perceber?
    Será que temos esse tempo
    Prá perder?
    E quem quer saber?
    A vida é tão rara
    Tão rara...

    Mesmo quando tudo pede
    Um pouco mais de calma
    Mesmo quando o corpo pede
    Um pouco mais de alma
    Eu sei, a vida não pára
    A vida não pára não...

    Será que é tempo
    Que lhe falta prá perceber?
    Será que temos esse tempo
    Prá perder?
    E quem quer saber?
    A vida é tão rara
    Tão rara...

    Mesmo quando tudo pede
    Um pouco mais de calma
    Até quando o corpo pede
    Um pouco mais de alma
    Eu sei, a vida não pára
    A vida não pára não...
    A vida não pára...

    Composição: Lenine e Dudu Falcão

    ResponderExcluir
  7. Oi querida eu ja li este seu texto hoje um "montao" de vezes.Vc me conhece e a paciencia nao e meu forte mas eu quero aprender.
    Vou estar torcendo aqui para que voce consiga mais uma vez ,resolver estas coisas que te atormentam agora.
    Vai dar tudo certo amiga.
    Obrigada por existir,voce e uma mulher de ouro.
    Beijos com um pouco de frio ja e saudades calientes.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  9. Tenho paciência com as máquinas, mas com gente, sou e tenho estopim curto... inclusive com os familiares. Entretanto, a situação tem nos exigido muito, e temos tido a paciência necessária para a situação...

    Amiga, se ficares impaciente, nós entenderemos!

    Esta semana convenci Kátia a fazer exames. Ela anda tendo alguns sintomas estranhos, inclusive uns que você relatou nos seus textos.

    Obrigado por seu exemplo e palavras

    ResponderExcluir
  10. Oi Amiga, hoje está um solinho bom aqui; acabou a chuva e, embora à noite já saibamos que vai estar frio, pelo menos a tarde está boa, com um sol maravilhoso. Passei só para te deixar o beijinho habitual desta vez carregadinho de luz e carinho. Até amanhã
    Mila

    ResponderExcluir
  11. AlÔ ALÕ SAMPPPPPPPPPPPPPPPPPPAAA.Alô Ro: Hoje tem debate na radio globo do Rio. E logo mais entrevista na TVE. Vou sugerir para eles colocar em pauta a "Bendizer. " Que tal?
    Com paciência e perseverança, fé e bons médicos, chagaremos lá!

    ResponderExcluir
  12. Ro tentanto ser zen p/ Vera do sullllll no Impossível. (Paulo Coelho) William Blake diz em um de seus textos: "tudo aquilo que hoje é realidade, antes era apenas parte de um sonho impossível”. Por causa disso temos hoje o avião, os vôos espaciais, o computador, onde neste momento escrevo a coluna, etc. Em sua famosa obra-prima "Alice através do espelho", Lewis Carroll descreve um diálogo entre o personagem principal e a rainha - que acabara de contar algo extraordinário: - Não posso acreditar - diz Alice. - Não pode? - a rainha repete com um ar triste. - Tente de novo: respire fundo, feche seus olhos, e acredite... Alice ri: - Não adianta tentar. Só tolos acham que coisas impossíveis podem acontecer. - Acho que o que lhe está faltando é um pouco de prática - responde a rainha. - Quando eu tinha sua idade treinava ao menos meia-hora por dia, logo depois do café da manhã, e fazia o possível para imaginar cinco ou seis coisas inacreditáveis que poderiam cruzar meu caminho, e hoje vejo que a maior parte das coisas que imaginei se tornaram realidade, inclusive me tornei rainha por causa disso. A vida nos pede constantemente: "acredite!". Acreditar que um milagre pode acontecer a qualquer momento é necessário para nossa alegria, mas também para nossa proteção, ou para justificar a nossa existência. No mundo de hoje muita gente julga impossível acabar com a miséria, ter uma sociedade justa, diminuir a tensão religiosa que parece crescer a cada dia. A maior parte das pessoas evita a luta sobre os mais diversos pretextos: conformismo, maturidade, senso de ridículo, sensação de impotência. Vemos a injustiça sendo feita a nosso próximo e ficamos calados. "Não vou me meter à toa em brigas", é a explicação. Isto é uma atitude covarde. Quem percorre um caminho espiritual carrega consigo um código de honra a ser cumprido; a voz que clama contra o que está errado é sempre ouvida por Deus. Mesmo assim, de vez em quando escutamos o seguinte comentário: "Vivo acreditando em sonhos,muitas vezes procuro combater a injustiça,mas sempre termino me decepcionando". Um guerreiro da luz sabe que certas batalhas impossíveis merecem ser lutadas e por isso não tem medo de decepções, já que conhece o poder de sua espada e a força do seu amor. Ele rejeita com veemência àqueles que são incapazes de tomar decisões e estão sempre procurando transferir para os outros a responsabilidade de tudo de ruim que acontece no mundo. Se ele não luta contra o que está errado -mesmo que pareça acima de suas forças -jamais encontrará o caminho certo. Meu editor iraniano, Arash Hejasi, me enviou uma vez um texto que dizia: "Hoje uma grande chuva me pegou de surpresa enquanto eu caminhava pela rua... graças a Deus eu tinha meu guarda-chuva e minha capa. No entanto, ambos estavam na mala de meu carro, estacionado bem longe. Enquanto eu corria para pegá-los pensava que estranho sinal estava recebendo de Deus - temos sempre os recursos necessários para enfrentar as tempestades que a vida nos prepa4 de novembro de 2009 18:57

    Que bom descobrir a Ana. Ando contando ao contrário, aprendi qd fazia yoga... as vezes dá um bom resultado pois esvasia um pouco a mente e assim dá pra pensar na paciência.
    Vera, vai entender esse tempo, descontrolado! Tá parecido comigo.
    Te abraço apertado :)

    ResponderExcluir
  13. Ro para Bruna Flor4 de novembro de 2009 18:59

    Bruna... Tadeu estão no meu coração. Não se preocupe em deixer recados, sei o que está passando. Claro que adoro vc por aqui me visitando. Mas a batalha é dura, mas não é impossivel. Então continuamos na fila!
    Beijos:) Força, Fé e coragem

    ResponderExcluir
  14. Ro Verão p/ Mila No quase frio4 de novembro de 2009 19:01

    MIla.... fique colada no Juca, ele tb é um principe. Nós impacientes temos muito o que aprender com nossos principes. Abraços brasileiros
    com sol escaldante de já um verão na ainda primavera!

    ResponderExcluir
  15. Ro bengalinha paras Eliane Furtado4 de novembro de 2009 19:04

    Eliane ser persistente penso eu que já é um exercicio para a paciêcia.
    Nossa história tem sim a ver com o nosso desenvolvimento para a paciência... afinal 04 anos são para que tem paciência e persistencia.
    Bjs.:)

    ResponderExcluir
  16. Ro Gala paixonada p/ LindaZ4 de novembro de 2009 19:06

    LindaZ assim não dá! Essas histórias lindas, musicas hummmmmm pra lá de boa, vou paixonar! Acho bom vc tb ter um blog assim é mais pra gente bagunçar e parender com sua delicadeza. bjs.:)

    ResponderExcluir
  17. Ro tentando p/ Marize4 de novembro de 2009 19:11

    Marize, conte a até 1000 se precisar conte outra vez.... Paciência é complicado demais, tem que se exercitar dia sim, dia também. Nossa luta aqui está beirando a loucura. Mas será possível uma solução. Já estamos com a dica sobre o seu amigo. Amanhã será um dia decisivo para o Turquesa. Peço que faça uma prece para que Gio consiga reverter uma situação complicadissima. Bjs queria:)

    ResponderExcluir
  18. Ro quase sem estopim p/ Adão idem4 de novembro de 2009 19:14

    Adão tb tenho estopim curto até com máquinas, tem hora que odeio este pc!
    Nosso inesperado nos fez entender muitas coisas, entre elas a paciência..
    paciência para exames, paciêcia com SUS, paciência com médicos..paciência com tumores.
    Que bom que Katia está se cuidando. Fico muito feliz por isso!
    Abraços para Familia que tem a força!!!

    ResponderExcluir
  19. Ro p/ Eliane a Global...4 de novembro de 2009 19:18

    Eliane sed puder nos ajudar com o Benzider serei muito grata. A parte de marketing está quase finalizada. Estamos apenas esperando sair o Estatuto e CNPJ para por tudo no arrrr! Obrigada. Estou um pouco ausente pois além da seman off, estou naquela luta com a G mais velha, nos negócios! bjs escaldandes aqui de sampa!

    ResponderExcluir