sábado, 10 de outubro de 2009

Olá crianças....




Quero desde hoje desejar um feliz dia das crianças, para as próprias crianças e para todos que ainda conseguem ter alma de criança. Que gostem de rir a toa, de fazer desenho na areia, de fazer bolinho de chuva , ir na praça , fazer carinha no vapor do chuveiro, fazer carinha de mostarda no purê de batatas, ter pijama divertidos, e ser feliz por apenas ter amanhecido....
Para minhas queridas e eternas crianças... Georgia... Giovana ... e Marcelinho meu querido afilhado.

Não quero adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto;
e velhos, para que nunca tenham pressa.

Oscar Wilde

Abraços apertados para todas as crianças do mundo !!! :) :) :)

Quando eu crescer vou aprender a por melhor as imagens no blog eu prometo!

11 comentários:

  1. LindaZ , ah... que saudades...11 de outubro de 2009 06:52

    Oiêêêêê!!!!!!!!! Bom dia Rô!!!!!!
    Bom dia Blog!!!!!!

    Os anos não trazem de novo a infância mas a nossa criança interior está sempre conosco. Precisamos cuidar bem dela para que ela venha sempre nos visitar!

    Gente, só pra relembrar...adoro este poema!

    MEUS OITO ANOS

    Oh! que saudades que tenho
    Da aurora da minha vida,
    Da minha infância querida
    Que os anos não trazem mais!
    Que amor, que sonhos, que flores,
    Naquelas tardes fagueiras
    À sombra das bananeiras,
    Debaixo dos laranjais!
    Como são belos os dias
    Do despontar da existência!
    — Respira a alma inocência
    Como perfumes a flor;
    O mar é — lago sereno,
    O céu — um manto azulado,
    O mundo — um sonho dourado,
    A vida — um hino d'amor!
    Que aurora, que sol, que vida,
    Que noites de melodia
    Naquela doce alegria,
    Naquele ingênuo folgar!
    O céu bordado d'estrelas,
    A terra de aromas cheia
    As ondas beijando a areia
    E a lua beijando o mar!
    Oh! dias da minha infância!
    Oh! meu céu de primavera!
    Que doce a vida não era
    Nessa risonha manhã!
    Em vez das mágoas de agora,
    Eu tinha nessas delícias
    De minha mãe as carícias
    E beijos de minhã irmã!
    Livre filho das montanhas,
    Eu ia bem satisfeito,
    Da camisa aberta o peito,
    — Pés descalços, braços nus
    — Correndo pelas campinas
    A roda das cachoeiras,
    Atrás das asas ligeiras
    Das borboletas azuis!
    Naqueles tempos ditosos
    Ia colher as pitangas,
    Trepava a tirar as mangas,
    Brincava à beira do mar;
    Rezava às Ave-Marias,
    Achava o céu sempre lindo.
    Adormecia sorrindo
    E despertava a cantar!
    ................................
    Oh! que saudades que tenho
    Da aurora da minha vida,
    Da minha infância querida
    Que os anos não trazem mais!
    — Que amor, que sonhos, que flores,
    Naquelas tardes fagueiras
    A sombra das bananeiras
    Debaixo dos laranjais.
    Casimiro de Abreu

    Beijos de infância, suados de brincadeira e melados de bala...
    LindaZ

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    LindaZ disse tudo com o poema, só completo com... escravos de jó....
    ene bene bu quem... foi tu....
    Atirei um pau no gat... Ciranda cirandinha vamos todos.... Relembrar a nossa infância acordar a nossa criança e aproveitar bem o dia que querendo ou não é nosso tb.
    Boa tarde Blog.
    Te abraço
    Vera

    ResponderExcluir
  3. Aqui em casa é a seguinte sequencia:

    Dia 12: Dia das crianças;
    Dia 13: Aniversárido de Casamento;
    Dia 14: Aniversário de Pedro.

    Três dias de festa!

    ResponderExcluir
  4. Oi Ro. Parabéns para as suas eternas crianças. Aqui em Portugal é dia 1/6 e no resto da Europa também. Neste dia eu fico com pena daqueles meninos que nunca foram crianças, daquelas que passa fome, das que já não sabem sorrir, das que trabalham de sol a sol, daqueles que até já desaprenderam de brincar. Está na hora de cada um de nós tentar, pelo menos neste dia, arrancar um sorrisinho a uma dessas crianças, nem que seja com um simples pirulito. Deve ser um dia de reflexão, um dia para pensarmos que as nossas atitudes têm de mudar em relação aos nossos pequeninos, caso contrário o mundo continuará a ser o lugar que vemos hoje, um lugar nada agradável para se viver. Um beijinho, amiga e parabéns a todas as crianças do mundo, principalmente aquelas que nem um beijinho vão ter no dia delas.
    Mila

    ResponderExcluir
  5. Boa noite meu presentão. Estou hoje aqui fazendo um pequeno esforço de reportagem para mandar um beijão para Zel,LINDAZ,VERA DO SUL e a Ro do presente. Quero dizer que a criança ainda vive dentro de mim. Deolho no amanhã.bjbjjjbjjbjbjbjbjbbj

    ResponderExcluir
  6. LindaZel Bengalinha de Ouro11 de outubro de 2009 17:07

    Eliane, você é mesmo uma danada!!!!!
    Olha a criança arteira aparecendo...!!!!!!
    Que bom querida...
    Muitos beijitos!
    LindaZel Bengalinha de Ouro

    ResponderExcluir
  7. Ro p/ Zelll poetica11 de outubro de 2009 19:19

    Lindo poema lindaZ, como isso tem jeito de infância... adorei! Beijos

    ResponderExcluir
  8. Ro para Vera Henke11 de outubro de 2009 19:21

    E a brincadeira se passar o anel, vcs brincaram?, e de balança caixão... balança você... que delicia!

    ResponderExcluir
  9. Sabe Mila, faz umas duas semanas, estava procurando um banco de madeira para comprar... e aqui em São Paulo, se anda muito para achar algo em conta. Acabei achando numa avenida que tem uma favela. Conheci lá D.Maria e seu marido que tem os bancos para vender e tocam um pequeno barzinho. Ela me contava triste que nunca mais fará lista para os politicos, que só aparecem na favela em epocas claro de eleições, estava muito magoada, pois não poderia fazer uma festinha para as criancas da comunidade dela que seriam 40 no total. Queria apenas um cachorro quente e por música para dançar com as crianças. Eu que sou mole como maria mole.... Disse a ela: D. Maria vou providenciar alguma coisa. Hoje eu e Celso fomos até a favela levar, pão, salsicha, maionese, mostarda, molho, refrigerante e pirulitos. Eles ficaram tão gratos, pois muitos prometem mais, não voltam. Saimos de lá conversando sobre: como com tão pouco podemos fazer 40 crianças felizes. Amanhã eles vão ter um dia feliz. É apenas cada um fazer um pouquinho! Abraços Brasileiros!

    ResponderExcluir
  10. Ro p/ Eliane Furtado11 de outubro de 2009 19:30

    Eliane, que tem alma e saúde de criança! Que bom vc por aqui que bom...

    ResponderExcluir
  11. Ro p/ Adão e Katia11 de outubro de 2009 19:32

    Adao acho que vou aparecer por ai... rapaz é festa que não acaba mais!
    É bom demais da conta!!!
    Parabéns ao Kaio e Pedro
    Adão e Katia, que estarão fortalecidos no amor para sempre ! :)

    ResponderExcluir