domingo, 31 de maio de 2009


Hoje um domingo tranquilo... o sol com muita preguiça. E eu recebo um telefonema da médica de plantão da equipe que cuida de mim. Juro fiquei congelada, ela calmamente me disse: O laboratório ligou e seus exames... é, é muito difícil manter a calma nestes momentos. Depois de falar com ela, não resisti e fui ao site para ver todos os resultados, marcadores subindo... e uma leve tristeza tomou conta da minha manhã. E ai com calma fui ler os meus amigos blogueiros e seguidores. Tenho um amigo paciente e tem um blog, que se chama cantinho do Dan,(quem puder acesse), e li o seu ultimo post, e me senti tão pequena diante do gigante que ele enfrenta, em plena juventude. Ele tem muita fé e uma enorme vontade de viver. Deixei um recado para ele, que tenha forças para continuar acreditando que Deus nos criou para sermos felizes e saudáveis. Que sua vontade de viver possa fazer com que ele continue acreditando no Deus do impossível. Quem puder faça um oração, um pensamento positivo, uma palavra direcionada para o Dan, o grande cara que acredita na VIDA! Estou mais tranquila agora, vou deixar para amanhã o pensamento em mim, agora quero pensar em mandar forças para o DAN. Vc pode também acompanha-lo na comunidade faço ou fiz quimioterapia do Orkut. Abraços cheios de esperança a todos! Dan esta imagem é para vc sentir e acreditar na vida !!

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Refletindo...


... Quando somos pacientes, coisas que normalmente consideraríamos muito dolorosos acabam não parecendo tão ruins. Ao contrario, quando não existe a tolerância paciente, ate as menores contrariedades parecem insuportáveis. Tudo depende de nossa atitude diante dos fatos... Dalai -Lama.
P.S Eu e Celso no templo budista em Três Coroas - RS

terça-feira, 26 de maio de 2009

A Volta...


Queridos visitantes, esta é a minha semana de luta! Mas ela esta com sabor diferente. A viagem para Gramado encheu minha alma de que posso tudo! Quando entrei no aviao pensei, tchau cancer, fica por ai bem queitinho. Foi uma delicia de viagem, nos, eu, Celso e Ze aproveitamos todos os momentos. Mesmo aqueles passeios que pra nos duas pacientes e, com necessidades especiais pareciam impossiveis, nos fomos! Em alguns momentos riamos de nos mesmas, O Celso quase que precisava nos arrastar para fazer as caminhadas, para que pudéssemos ir até o mirante e assim podíamos apreciar as lindas paisagens. A rua coberta que é repleta de cafés, restaurantes, musica ao vivo, lojas e toda coberta por uma folhagem que mais parece de mentira. Tudo naquela cidade tem flores. Nenhum papel ou qq outro lixo nas ruas. As pessoas que nos atende que seja no hotel, no restaurante, posto de gasolina, no café e apenas para nos dar uma informação de como chegar ao templo budista, no castelinho ... tudo com muita gentileza. A todo momento eu pensava e agradecia a Deus por estar me dando força e saúde para poder aproveitar cada momento da viagem. E mais uma vez tenho que agradecer ao meu amor Celso por torna-la possível, diante de tanta paciência, tranquilidade e alegria mesmo em momentos que eu sabia que estava difícil, e ele sempre com sua calma ... vai passar! Obrigada Celso e Zelinda por tornar brilhante e possível esta nossa viagem. Abraços Gramado com flores a todos!!! Esta foto é do castelinho onde se como o melhor apflstrudel com um chá de maça incrivel!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Até segunda...


Amigos, estou tão feliz... vou viajar para gramado com meu amor e mais uma amiga. Estou há 2 meses sonhando com esta viagem, não conheço lá, isto torna a espera mais divertida ainda. Depois que eu adoeci aprendi dar um valor enorme a tudo nesta vida, por isso mesmo essa grande alegria.Passei para dar um até logo, e na semana colocarei umas fotos assim que eu me entender com a maquina e o computador. Um beijo e abraços apertados sabor chocolate quente!!!

terça-feira, 19 de maio de 2009

Dia da Giovana


Você vai me matar por conta desta foto, mas querida quem consegue realizar alguma coisa no seu mac.. Olá amigos, hoje é o dia da Giovana, ela completa 25 anos! (nesta foto ela devia ter uns 15) Então quero falar do meu amor por ela. Amor daquele tipo exagerado, não sei ser de outro jeito. As vezes (sempre), me pego pensando o quanto ela se parece comigo. Não tanto fisicamente, mas em atitudes, teimosia, querer as coisas meio para ontem, e muito amorosa. Giovana é aquele tipo de pessoa, de que se tem saudades. Ela é uma pessoa com proposta como eu já contei aqui para vocês. Gosta de me fazer surpresas, é muito atenciosa com as pessoas, gente boa mesmo, e também é descolada como a irmã diz. Bem Gi, quero declarar todo nosso amor por você, quero que seu coração generoso esteja sempre aberto para o próximo... Queremos que você vá passar uns tempos (pouco), na Europa (tomara que dê certo), estou falando assim porque as pessoas que visitam este blog são pé quente então já viu né... Vamos torcer para que engorde uns quilinhos, (tá muito fininha) queremos que deixe de se cobrar tanto... queremos que seja muito feliz com seu amor,

queremos que fique curada da renite, queremos que cada vez tenha mais sucesso, queremos que faça mas viagens... queremos que continue brincalhona e criadora de imitações, queremos que continue pedindo "PÁ" faz uma lanche pra mim, queremos que consuma um pouquinho só de caipirinha de saque, QUERO muito que continue postando e ajudando aqui no blog, desejamos a você filha querida que sua alma e seu coração sejam felizes para sempre. E hoje como você mesma diz: é nois tudo na pizzaria!!!

Mã, Pá, Gió e Chiquinha...

domingo, 17 de maio de 2009

Uma dica


Amigos, esta peça tem a participação da escritora Renata Stort que costumo postar algumas poesias. Ela é daquelas pessoas que faz parte da turma do bem. Quem morar em SP, e estiver por aqui no próximo fim-de-semana, aproveite para fazer o BEM!
Teatro Cacilda Becker - Dia 24/05 as 19 hs.
Pça Samuel Sabatini, s/n - SB do Campo - SP
Entrada gratuita - doação de 1 kg de alimento
informações: 2897-0323

Boa - noite


Olá pessoas queridas! Hoje estou bem feliz, minha recuperação vai indo bem, consegui ir até a praça com o Celso tomar um pouco de sol, Chiquinha passeou sem coleira pela primeira vez, eu e Giovana fizemos um grande merengue de morangos, assistimos o filme Sim Senhor comendo o merengue (dieta off hoje). Aproveitei que a Gi está em casa para tentar de alguma maneira me entender com este computador dela, ainda acho que ele é demais para mim, por mais que eu tente ainda não sei achar os acentos, etc... Mas um dia eu aprendo. Quem tem 50 anos, e nunca trabalhou com computador deve me entender. Quando comecei a mexer nisso, o mouse ia parar quase na casa da vizinha, as meninas se divertiam diante de tanta dificuldade. Hoje estou muuuiiiito esperta já como vcs podem notar. Bem amigos, um beijo sabor merengue de morango para todos e tenham uma ótima semana!

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Renascendo...


Olá amigos queridos, mais uma batalha vencida,menos uma quimio. Só hoje estou saindo da casca. Acabei de ler um livro que ganhei. O livro é um depoimento de uma ex-paciente de câncer. Ela teve câncer de pulmão diagnosticado aos 78 anos e já com metástase no cérebro. Venceu - com determinação, fé e alguns momentos de total desespero. Hoje está com 81 anos. Fiquei pensando logo depois que terminei o pequeno livro. Que força e vontade é essa que nós temos de viver. Por que a vida fica tão preciosa quando ela nos assombra. Por que hoje faço muito mais planos para o futuro do que quando não estava doente. Por que hoje valorizo cada dia que consigo mesmo que muito devagar, me recuperar dos efeitos colaterais, que a cada dia se eu permitir eles me dominam. O pensamento na vida, é o que me faz viver dias tão difíceis. É pensando na vida que remexo minhas gavetinhas de lembranças para levar em frente aqueles momentos mais delicados. É pensando na vida, que programo uma pequena viagem, um almoço, uma volta no quarteirão, um cinema... enfim algo que por menor que seja me remeta a VIDA. Essa senhora simpática que escreveu e autografou o livro, também teve este realce na vida, conta ela no livro, que adiou anos uma cirurgia de catarata, e que depois de tantas dores, medos e aflições com o câncer, operou a catarata, mandou fazer um aparelho auditivo para enxergar e ouvir a vida com maior clareza. O dia hoje está com cara de mau , nublado e chovendo a toda hora, vai esfriar ou melhor já esfriou. Mas nada impede que ele seja belo, apesar de cara de mau, ele esta ai para ser vivido cada segundo, com alegria, otimismo, e broncas também afinal ninguém é de ferro. Abraços de renovação!!!

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Dia dos filhos...


Eu neste momento estou emocionada com o texto da Giovana, ontem depois do almoço comentei com ela que, ainda não tinha postado nada para minhas amigas e mães companheiras de blog, da vida, de tempos... Ela me disse - deixa que hoje eu quero por um texto. Ainda sugeri (claro dominadora) escolhe então um bem lindo. Nenhum seria mais tocante do que seu depoimento. Ela sempre me surpreende com algumas coisas. Um almoço inesperado, um presente sem data comemorativa, um cinema qualquer dia, uma sugestão para o blog, um alivio para os dias de luta, uma torta de maça... Preciso confessar gente, ela é uma mini Rosario, ainda não bate as portas mas, reclama sem dó as vezes, gosta das coisas meio para ontem. E costumo brincar com ela - vai Rosario, cuidado hein... olha o estresse por algo que não é necessário. Sempre falo com algumas amigas que tb são mães e, já disse aqui no blog, que tudo vale a pena quando sentimos que acertamos a mão. Queridas filhas - Giovana e Georgia, obrigada por fazerem parte de minha vida, da minha história, da minha luta, do meu amor eterno por vocês. E queridas mães de filhas, de filhos, de animais, de sobrinhas(os), de mãe de suas mães, desejo muito amor, muitas alegrias. Olha essa foto ou esse desenho representa uma Rosario que eu já fui um dia - uma mulher meio polvo ou como um canivete suiço, como vcs acharem melhor! As vezes tenho saudades dessa Rosario, mas só bem as vezes... Abraços Com Amor de Mãe a todas(os)!!!

domingo, 10 de maio de 2009

Dia das Mães

Eu (com medo do Papai Noel)
- também olha a cara desse papai noel desnutrido -

minha mãe e a Georgia, minha irmã.



Falar da minha mãe é bem difícil, porque além de já ser naturalmente difícil para um filho qualificar e quantificar seus sentimentos pela sua mãe, nós aqui em casa temos uma história mais do que especial com ela.

Não só por ela mandar e desmandar em tudo aqui, e saber detalhes dessa casa, mesmo doente, ela sabe qualquer coisa que vc pergunta:
- Onde está minha blusa roxa de gola?
- Na segunda porta do armário, na terceira gaveta em baixo da malha de lã cinza. - Caramba, é impressionante. Será que precisa ser mãe pra ter essa memória e essa noção de espaço?

Ela que não cansa nunca de organizar nosso armário, de dar os mesmos conselhos, não cansa de cuidar da gente de diversas maneiras, desde o cuidado com uma gripe boba até o cuidado de fazer um pontinho de costura naquela roupa, que você quer, porque quer colocar naquele minuto, naquela hora. E ela vai lá e o faz. E o mais genial, faz di-rei-tinho (com boa vontade - mesmo resmungando às vezes elas não fazem de qualquer jeito. Mãe não faz nada de qualquer jeito). Será também que só sendo mãe pra isso?

Isso falo dos tempos de hoje, com a gente quase adultas, sem contar quando éramos pequenas, que mesmo o dia que nós quebramos o Ray Ban dela novinho (eu e minha irmã) ela ficou brava, bateu tão forte a porta do nosso quarto que caiu a fechadura e nós ficamos presas. Ela ficou tão desesperada e com o coração de mãe, tãaao mole, que acabou até tirando a gente do castigo. Tudo bem que bater porta ela faz até hoje (ela não aprendeu a lição, em compensação eu e a minha irmã não quebramos mais nenhum Ray Ban dela :)

Mas enfim acho que bater porta às vezes é necessário, e nós já acostumamos com os decibéis (a mais) da voz dela, acho que a vizinha Dona Antônia também. Faz parte da personalidade dela.

Lembro também quando minha irmã entrou no mar com uma pranchinha requenguela de bodyboard e não conseguia voltar da arrebentação, ela ficou tão alucinda que meu tio deu umas pingas pra ela virar. Parecia aquele dia que tavam tirando um pedaço do corpo dela. De tanta preocupação e desespero. Acho que era um tipo de dor também que ela sentia (acho que só sendo mãe também pra imaginar). Lembro quando minha irmã sofreu acidente de carro, eu estava com a minha mãe na hora da notícia, foi um desespero pior do dia da pinga. Mesmo porque nesse dia não tinha pinga pra ela virar :)


Mas como vcs podem ver é sempre minha irmã que apronta... ;)


É meio clichê falar, mas vou falar. Não sei se existe alguma pessoa mais bondosa e de coração mais doce e generoso como o dela. Ela prefere fazer aos outros antes de fazer a ela. E agora, mais ainda com este diagnóstico que temos aqui, quando lhe sobra "tempo", ela ajuda e gasta todas as suas energias preparando um almoço para uma amiga que não está bem, ou indo até a Igreja de São Judas comprar uma medalhinha para uma pessoa que está passando por alguma aflição. Sem contar nas rezas... ixi como ela reza, ela reza muito para "Jesus e toda a turma dele" (eu falava isso quando era pequena - lembranças dela). Jesus já é brother dela, deve falar: ô Rosário, você de novo? Firmeeeeza? Qual é a de hoje... :P

Bom, não vou me alongar muito. Apesar de conseguir tranquilamente falar mais mais e mais.
Fico aqui deixando um vídeo que resume bem o que as mães são.

Desejo a todas as mães em especial que frequentam esse blog, tudo que desejo a minha mãe.
Agradeço por compartilharem desse novo projeto dela, que ela faz com tanto carinho e dedicação, como TUDO que ela faz na vida dela... a começar por mim :)

Feliz dias das Mães.
Um abraço, Giovana.



video

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Um dia depois do último dia...


Olá amigos e olheiros, passado todo furacão, é hora de sorrir, fazer peraltice (antigo isso hein...),comer um pouco fora da dieta, ouvir uma música num volume quase beirando o insuportável, fazer uma fofoca sadia, tomar café pelo menos duas vezes no dia, importa lá se meu estômago vai reclamar, estou feliz mesmo e dai... Mas tudo vale a pena quando a alma não é pequena... Eu hoje estou me amando, por que não é mole não passar por esse funil, que nós pacientes de qualquer doença cronica ou não, temos que dar conta. Depois da passagem pelo funil, vem o alivio de uma vitória conquistada. Vem a certeza de que para nosso querido Deus nada, mas nada mesmo é IMPOSSÍVEL. Hoje por alguns momentos me senti muito confortável com a sensação de que estava sozinha no mundo, sentindo um silencio profundo até na minha alma. Como se esses momentos de silencio estivessem me refazendo interna e externamente, parei um pouco para prestar atenção neste momento, achei ele único, um sinal de que devo estar atenta aos toques de Deus, por que muitas vezes deixamos esses toques passar... e ai pode ser um pouco tarde. Amigos escutem e sintam os sinais do seu Deus, não importa qual ele seja, importa sim que você saiba ler através destes sinais, caminhos novos a serem percorridos diante de uma situação as vezes muito difícil. Abraços de alívio!!!!!

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Noticias Boas...


Hoje fui na consulta médica com os exame tão temíveis por mim. Passei esses quase 03 dias numa angustia de doer. Os exames já estavam aqui na minha casa, não abri mas, foi bem difícil esperar somente hoje para saber os resultados. E ai para atenuar ainda mais a ansiedade a consulta atrasou 03 horas (isso mesmo 03 hs.). Mas está tudo bem, os tumores estão somente nos pulmões e sobre controle. Confesso que estou escrevendo hoje por que sei que muitas pessoas queridas estavam tb muito ansiosas. Mas confesso que ainda estou com os efeitos colaterais de toda ansiedade e noites mal dormidas desses dias. Agora tudo deve permanecer, a mesma quimio até segunda ordem. Só quero pensar que hoje irei dormir em paz contando com toda paciência de Deus para comigo que, nestes dias eu o pertubei por demais. Abraços Felizes para todos!!

domingo, 3 de maio de 2009

Para o meu querido Celso


Hoje eh aniversario dele, pensei em tantos poemas para postar, mas decidi apenas escrever sobre todo o meu amor por ele. Celso eh um grande companheiro, acho que talvez não seja prudente fazer muita propaganda (brincadeira), mas o meu amor e minha total gratidão por ele eh grande demais, sendo assim não da para passar em branco. Celso eh aquele tipo de cara, que topa toda parada. Vamos ao parque SIM, vamos dar uma volta no quarteirão SIM, vamos viajar SIM, vamos ao medico SIM, Vamos fazer nada SIM, vamos fazer um lanche SIM, e assim ele mima a mim e a nossas filhas. Dotado de muita compaixão, paciência, ele observa muito mais do que fala. Na primeira vista vc pode achar ele muito serio, ele precisa sempre de um tempo para assimilar as pessoas, mas nunca em momento algum deixa de ser gentil. Nos nos conhecemos há 32 anos. Foi um namoro, um noivado e depois o casamento que dura quase 28 anos. Passamos por momentos muitos felizes, mas tivemos nossa carga pesada tb. Agora junto comigo, passo a passo ele me fortalece e, sempre tem uma palavra de força, um olhar de que tudo vai passar... neste momento recheado de muitas incertezas. Ele sempre tem um pensamento racional sobre a situação. Tem os pés no chão sobre tudo que nos vem acontecendo nestes mais de 03 anos. E claro temos muitas gavetinhas de otimas lembranças de nosso longo relacionamento, momentos estes que acaba nos remetendo a uma doce e querida recordação, do quanto sempre fomos e somos felizes, trazendo força e luz para atravessar essa ponte perigosa que o momento da doença nos faz percorrer. Então o que dizer mais sobre ele... apenas ... como eh grande o meu amor por você! Hoje todos os abraços apertados, os beijos e todos os eu te amo são para ele!!!

Almoço


Amigos e amigas queridas! Não tenho como não comentar o nosso onco almoço de ontem,. Para começar a contar, o almoço só terminou as 23hs. Algumas foram embora por apenas ter outro compromisso. A Neide, fez um lindo almoço com temaki e yakissoba. Nos ensinou a montar cada um seu próprio temaki o que foi uma delicia. A minha amiga Zelinda que claro chegou um pouco mais cedo para nos ajudar, ela eh toda delicada para fazer as coisas (o meu oposto), logo depois chegou a Ester cheia de cabelos novos, alegre e passando por cima dos fortes efeitos colaterais de sua quimio, trouxe consigo um bolo de coco com limão que só de olhar dava agua na boca.Em seguida chegou a Marcia minha querida e velha amiga que não me abandonou nesta luta, tb toda delicada, jeitosa para arrumação da mesa, de organizar a cozinha. Nesta altura estávamos em 05 na cozinha. A Neide na batuta fazendo e comandando o almoço, tb muito delicada (fala baixinho) moro de inveja de quem fala baixinho, eu NÃO sei falar baixo. Por ultimo chegou a Madu, nossa amada amiga, com seus lindos olhos azuis, forte, falante e muito alegre. O Celso meu marido e Marcelinho meu afilhado tb tiverem participação especial no almoço. Conversamos por horas, rimos, fofocamos, falamos mal dos políticos,sobre da gripe tipo A, Da ministra Dilma que começa o seu enfrentamento, e fizemos planos para o segundo semestre fazermos uma viagem juntas. A nossa grande alegria foi a visível recuperação da Neide, que enfrenta com coragem e Fé um câncer de mama, com complicações, mas nada que aos olhos de Deus possa ser impossível. Hoje comentava com uma delas pela manhã o quanto somos diferentes umas das outras, mas esse encontro eh de alma eu tenho certeza disso. Então só me resta aqui, agradecer a estas lindas pessoas por me proporcionarem um sábado tão feliz. Quero que todas vcs sintam-se abraçadas por mim. Hoje não consigo postar as fotos mas logo devo colocar. Abraços de Temaki!!!

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Tempo


Amanhã não terei tempo para escrever no blog, pois faremos um almoço aqui em casa. Este almoço será preparado pela nossa amiga cuidadora de orquídeas e será tipicamente japonês. Brinco que será um onco almoço, pois a maioria é paciente. Nós nos conhecemos na clínica onde cada uma faz seu tratamento contra o câncer. Cada uma de nós tem um diagnóstico, cada uma em uma fase de tratamento. Uma casada, uma solteira, uma separada e por ai vai...Mas em comum temos vontade de viver. Depois de uma trombada dessas, fica impossível levar a vida como antes. Tudo, mas tudo mesmo mudou para nós. Vemos o mundo de uma forma ampliada, para que assim tudo seja mais intenso, mais duradouro, mais colorido. Hoje já estou quase totalmente recuperada de minha semana OFF, e estou me poupando para as fofocas de amanhã. Feriadão, tempo com cara de mau humor, confesso que nesses dias tirei o pijama apenas para trocar por outro. Uma preguiça total, já que não dá para lutar contra, vamos nadando a favor da maré, por que assim tudo fica menos complicado. Volto no domingo para contar como foi o babado do onco almoço. Certamente cheio de novidades!
Abraços com apetite!!