sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Etapas


" Sempre é preciso saber quando acaba uma etapa da vida. Se voce insistir em permanecer nela além do tempo necessário, perde a alegria e o sentido do resto. E se arrisca a ser sacudido por Deus" - Livro Monte Cinco de Paulo Coelho. As vezes penso que Deus é um pouco duro comigo, mas no mesmo instante aceito ser sacudida por Ele. Por que em muitos momentos de minha vida deixei passar os sinais que Ele me enviava. Achava que não tinha intuição ou sensibilidade para captar. Ele manda através de situações, os recados ,para que possamos encerrar determinada etapa da vida. Eu confesso que muitissimas ocasiões eu negava que era necessário fechar o ciclo, trancar a porta e jogar a chave fora. Mas não tem problema depois desta enorme sacudida estou bem atenta onde devo ou não deixar minha energia. Onde e, em quem devo confiar minhas tristezas minhas alegrias, meus choros as vezes manso as vezes deseperado. Compreender o momento de encerrar a etapa. Nessa nova etapa confiante da minha vida conto com um exercito de novos e os velhos amigos que não desistiram de mim. Força sempre para novas etapas!!

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Lutar


Bom-dia pessoas queridas! Hoje quero deixar aqui uma campanha da Abrale que resumi tudo que nós pacientes precisamos.
"100% DE ESFORÇO ONDE HOUVER 1% DE CHANCE". Acredito que esta campanha é para todas as pessoas que muitas vezes em algum momento da vida, perde o controle dela. Vale sempre a pena aproveitar as minímas chances! Assista no site o video desta campanha.www.abrale.org.br.
Namastê.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Cozinhar


Eu não sou uma cozinheira de mão cheia, sou uma mão de trivial. Mas depois que mudei a minha alimentação com orientação médica, passei a cozinhar e conhecer um mundinho do comer ecologicamente correta. Ainda não sou vegetariana, pois ainda como peixes!


E hoje enquanto preparava algumas comidinhas(que só consigo em minha semana de repouso), fiquei pensando quanto mudei desde que adoeci. Me alimento de outra maneira, penso de outra maneira, tenho outras atitudes, sou mais atenta ao mundo. E agora quando cozinho, faço uma oração, canto e até danço quando possível(minha ajudante dá risada) e agradeço a todo momento. E me mantenho feliz em saber que minha família vai se alimentar tb de orações e agradecimentos. Pois através da comida podemos transmitir nosso amor e, amor nunca é demais. Eu tenho uma amiga que quando tinhamos nossos filhos muito pequenos e as vezes exageravamos em algumas coisas ela dizia, não tem problema eles que tirem os excessos quando crescerem. E assim o amor deve sempre e pode se em excesso. A propósito quero sugerir um filme que revi, pois é um pouco (muito)antigo que é a Festa de Babete... ela cozinhava com amor e por amor!

sábado, 24 de janeiro de 2009

Informação



Hoje vou escrever sobre minha psico-oncologista. Dra. Luciana Holtz.
Ela surgiu na minha vida naquele momento em que se apagam as luzes.
Logo depois do meu diagnóstico, vim a saber que existia uma psicologa
especializada em pacientes com câncer, assim como depois fui descobrindo quem trabalha com pessoas em luto, pacientes terminais. Fui tomando conhecimento de um mundo até então desconhecido para mim.
Voltando a Luciana, ela foi com muito cuidado me mostrando que exite vida mesmo muito doente, que eu poderia chorar,mas nunca perder a esperança. Logo depois do nosso primeiro encontro, ela me disse que quase nunca saia de férias, mas ela ia se casar... Pensei ah! pra casar pode sair de férias!! E tenho uma história interessante com ela. Logo que adoeci fui para o google pesquisar, nunca tinha convivido de perto com paciente de câncer, então fui a procura de informações, e lá encontrei o site cheio de informaçoes http://www.oncoguia.com.br/, criado por ela. E só um tempo depois, eu fiquei sabendo que o atendimento pscicologico estava incluido no tratamento, foi ai que a conheci. O site foi para mim de enorme importancia, imprimi várias dicas e cuidados e colei na porta da cozinha para que todos pudessem entender a nova vida. Hoje além de todo o trabalho com o site, ela tem um programa na rádio mundial, vamos registrar aqui ...o primeiro a falar sobre o câncer.
Isso mesmo o programa é ... conversando sobre o câncer, ela leva pacientes, médicos, etc..
ao vivo ela passa para nós que achamos já saber tudo, informações sobre direitos, tratamentos, medos, quimioterapia. Enfim uma conversa ao pé do ouvido que esclarece, informa e tira
acima de tudo muito mitos sobre o câncer. Em São Paulo você pode acompanhar FM95.7, AM 660, caso não consiga sintonizar ouça pelo site da rádio- http://www.radiomundial.com.br/, toda segunda-feira as 15:hs tenho certeza que irá gostar.
Obrigada Dra. Luciana por todo carinho e por ajudar-me a acender as luzes novamente na minha vida e de minha família.
Namastê

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Abraços






































Quem pode me dizer que não gosta de um abraço?

Um abraço carregado de carinho, de proteção, de boas-vindas, de consolo...

Ontem eu não estava nada bem, depois de 03 dias de quimio, desta vez a coisa pegou meio pesada. Fazia um tempo que não passava tão mal com os efeitos colaterais. E num momento bem difícil em que eu estava chorando com pena de mim, chega meu marido, deu uma passada em casa, assim do nada... assim como se ele estivesse me ouvido chorar. E eu estava precisando de um abraço de um consolo, de uma palavra como ele bem diz sempre... vai passar...Chorei mais um pouco e depois fui me acalmando deixando o medo ficar distante.

Quando a gente adoeci gravemente, em alguns momentos qualquer dor pode nos causar medo, muito medo. Assim com um abraço forte e seguro, eu acabei passando um dia melhor. Fiquei pensando quando não se tem este abraço, tudo fica mais difícil.

Deus permita que todos tenham direito a um abraço, uma palavra, um cheiro, um carinho!

domingo, 18 de janeiro de 2009

O caminho do meio


Estive pensando sobre o caminho do meio, isto é não levar a vida em extremos.

Devemos levar a vida de maneira leve, sem tantas cobranças, sem tantas culpas, sem tantos compromissos, sem muita ansiedade. Por que acredito eu que assim viveremos com mais qualidade.

Hoje li em uma revista, sobre a angustia das pessoas que vão para o litoral paulista, e sofrem antecipadamente por ter que ir embora. Ter que enfrentar transito na subida da serra, a poluição, o estresse, a vida louca desta babilonia que é São Paulo. E fiquei me perguntando por que ir então...O melhor é aproveitar o sol, o mar, a oportunidade de estar ali, viver o presente. Tudo tem que ser vivido sem extremos e sem sofrimento. Aproveitar a vida enquanto não se é pego por limitações que o destino possa te impor.

Namastê

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

A ponte do Arco-íris


Este artigo saiu neste domingo na coluna da Danuza Leão, ela perdeu sua gatinha querida...assim como eu perdi minha querida Nina, e recebeu este texto que é um bálsamo para quem perdeu seu animal de estimação.

A ponte do arco-íris (autor desconhecido)"Neste lado do paraíso existe um lugar chamado ponte do arco-íris. Quando um animal morre, aqueles que foram especialmente queridos por alguém, vai para a ponte do arco-íris. Lá existem campos e colinas para todos os nossos amigos especiais, pois assim eles podem correr e brincar juntos. Lá existe abundância de comida, água e raios de sol, e nossos amigos estão sempre aquecidos e confortáveis. Todos os animais que já ficaram doentes e velhinhos estão renovados e com saúde e vigor; aqueles que foram machucados e mutilados estão perfeitos e fortes novamente, exatamente como nós nos lembramos deles nos nossos sonhos, dos dias que já se foram. Os animais estão felizes e alegres, exceto por uma coisinha: cada um deles sente saudades de alguém que foi deixado para trás.
Todos eles correm e brincam juntos, mas chega um dia em que um deles para de repente e olha fixo na distância. Seus olhos brilhantes estão atentos; seu corpo fica impaciente e começa a tremer levemente. De repente, ele se separa do grupo, voando por sobre a grama verde, mais e mais rápido. Você foi visto, e quando você e seu amigo especial finalmente se encontrarem, ficarão unidos num reencontro de alegria, para nunca mais se separarem.
Os beijos de felicidade vão chover na sua face; suas mãos vão novamente acariciar a tão amada cabecinha, e você vai olhar mais uma vez dentro daqueles olhos cheios de confiança, que há muito tempo haviam partido da sua vida, mas que nunca haviam se ausentado do seu coração. Então vocês, juntos, cruzarão a ponte do arco-íris." Esse é o texto, e eu penso em como seríamos felizes se tivéssemos a certeza de que isso aconteceria, não só com os bichos mas também com as pessoas que tanto amamos e se foram. Quem sabe?

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Caminhos da Medicina

video

Participei de uma série de reportagens do Jornal da Record, chamada "Caminhos da Medicina". Lá contei sobre a importância da medicina complementar (meditação, acumpultura, reike e etc) em meu tratamento. Espero que gostem.

domingo, 11 de janeiro de 2009

Dia do Nada

Antes de descobrir o cancer, tive uma dura sindrome do panico. Tive que me afastar do trabalho, foi um momento muito complicado. Mas se tinha a certeza de que com medicamentos e terapia ia passar... e passou mesmo. Só que logo depois adoeci. Hoje olhando uma velha agenda, que guardo por que tem pensamentos e poesias lindos. Abri numa pagina, num dia em que me encontrava revoltada com a sindrome. Que está assim escrito: Hoje eu não quero nada, gostaria que fosse o dia do NADA, ninguem faz nada, ninguem fala nada,ninguem trabalha nada ninguem deve nada, ninguem vai criticar nada, ninguem vai matar nada, ninguem vai morrer de nada, ninguem vai sofrer nada, ninguem vai mentir nada, ninguem vai roubar nada, ninguem vai deixar de amar nada, ninguém vai adoecer de nada, ninguém vai perder alguem por nada, ... e assim vai o dia do NADA. Refleti um pouco sobre isso, e cheguei a conclusão que não somos donos de NADA, nem de nossos dias, nem do nosso destino. Mas seria bom um dia do NADA o que vcs acham...

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Fim de semana

Bem apesar das férias, sempre é bom quando chega o fim de semana. Eu quero aproveitar dar uma dica para quem mora em São Paulo.
Vá tomar cafe da manhã organico ou não, no parque da Agua Branca. Tenho certeza de que vc vai gostar muito.

É um parque com estacionamento grátis, e não é dificil para encontrar vagas. Tem a feira de produtos organicos que vale a pena conferir. Tem geléias organicas que são uma delicia.E um maço de flores com lavanda que é lindo de ver e comprar.

Tem um lago com patos e patinhos... o peru fazendo sua corte.... pessoas jogando capoeira... crianças... sol quando possivel ... vale a pena ir até lá!
Bom passeio!
Namstê.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Filhas...

Que presente bom que são minhas filhas! Tenho duas filhas, a primeira é a Georgia uma morena que ama a bahia e nasceu por acaso aqui em SP., adora o sol, sensivel, amorosa, articulada e cheia de planos. Hoje ela toca um negócio próprio, mas é formada em turismo e já trabalhou na area, tem um namorado tão bom quanto ela(ela merece).A vida poderia ser para ela um mapa e uma mochila. Como gosta de viajar!

A segunda filha é a Giovana, branquinha como uma europeia, gosta da lua, inteligente, ela é repleta de ideias, tabalha como desing grafica, também tem muitos planos um deles formar uma familia. Sempre me acompanha nas minhas novas ideias, uma delas este blog, sou meio antiga e tenho algumas dificuldades com o computador, mas ela torna tudo isso bem suave na nave como ela mesma diz.Tem um adorável e sensivel namorado, eles juntos esperam uma prosposta das coisas que optam. A vida para eles é uma grande proposta.

Apesar do peso de conviver com o cancer de sua mãe elas levam a vida com muita alegria. Quando se tem uma setença para viver, é preciso a todo momento lembrar o quanto se vale a pena viver sem complicações. Dar valor as pequenas coisas que nos escapa na maioria das vezes.

Agradeço a Deus a oportunidade de conviver com estas duas pessoinhas maravilhosas que são minhas filhas!
Namaste.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Prevenção

video
Vídeo sobre a importância da descoberta do câncer no início.

"No começo é mais fácil. O mesmo acontece com o câncer. Detecte a tempo"

O Pequeno Médico


No dia em que a minha mãe conheceu a autora do livro "O Pequeno Médico", Graziela Gilioli, ela me falou algo interessante... que muitas vezes olhamos pras pessoas em nossa volta, na rua, num restaurante e não fazemos idéia da história que existe por trás dela.

Aproveito a deixa para sugerir a leitura deste livro, que conta de forma graciosa a experiência de uma mãe quando descobre o câncer em seu filho de 12 anos.

Um livro bom de ler, e que ao final te dá uma lição de agradecer todos os dias pelo presente que recebemos: viver.

abraços,
Giovana

Música para o Coração

video

domingo, 4 de janeiro de 2009

Novo Ano


Ano Novo, que bom...

Quero colo neste inicio de ano...

Ainda com muita saudade e as vezes ainda triste, embora seja um animal, estou com saudade de minha adorável companheira a NINA minha cachorra. Ela se foi dia 12-12-2008!
E deixou um vazio... mas como quase tudo tem se um jeito...

Ganhei uma nova cia canina, ela deverá chegar depois do dia 15-01-2009, não é bom demais.
Eu ganhei de uma grande amiga, aquela amiga que as vezes se espera por uma vida inteira, eu felizmente já encontrei e não é apenas uma grande amiga, tenho várias grandes amigas!

Esta amiga tem nome... Zelinda minha fada madrinha, me deu de presente a Xica uma shi tzu (foto) cheia de charme. Estamos contando os dias para recebe-la em casa.

E assim inicio mais um ano felizmente de luta,esperança e fé muita fé mesmo!

Aproveito para agradecer ao mundo o ano bom que tive, apesar de esbarrar com alguma dor no caminho, encontrei muita coisa boa neste 2008! Obrigada Ano Velho por ter me levado contigo! e me entregado para 2009!
Namastê